Moda | 5 lojas de roupas infantis que redefinem estereótipos

Vocês devem ter visto por aí a história do pai que começou a deixar sua filha de 3 anos escolher as próprias roupas. Simon Ragoonanan é o criador de Man Vs. Pink e está engajado na luta pelo fim do sexismo das roupas. Ele percebeu que, ao dar liberdade de escolha para a menina, a paleta de cores se estendia muito além do rosa e lilás.

manvspink10

 

Como as roupas de meninos já costumam ser empoderadoras, pois abordam temas como profissõessuper-heróis, a preocupação em empoderar meninas acaba sendo muito maior. Pensando nisso, duas mães resolveram redefinir o feminino e criaram a Princess Awesome, uma linha de roupas inicialmente feita à mão que agora produz vestidos com temas como bombeiros, carrinhos, dinossauros e elementos químicos. O projeto foi financiado com sucesso no Kickstarter e agora produz os vestidos em escala comercial, lá nos EUA.

o-PRINCESS-AWESOME-TWO-570

 

A quebra da barreira do gênero é muito complicada, especialmente com bebês que, se não fossem as roupas, não seriam facilmente identificados como pertencentes a um ou outro gênero. Saber se é menino ou menina é o que define como vamos agir e falar com uma criança, mas… deveria? Nós achamos que, antes de ser menino ou menina, as crianças são pequenos seres humanos e devem ser tratados com igualdade. Com isso em mente, separamos 5 lojas brasileiras que fazem roupinhas que desafiam estereótipos de gênero:

1. Marré Deci

marré

Nós somos suspeitas para falar porque a Marré Deci é nossa parceira, mas amamos as opções de roupinhas da loja! Além de ser uma empresa de uma mãe empreendedora, já ganha pontos porque as sessões são separadas entre “Roupa de Bebê” e “Roupa de Criança”. Não tem menino ou menina. E as camisetinhas, além de temas nerds, têm mensagens super empoderadoras para meninos e meninas.

(Momento Jabá: Você pode comprar pelo link da imagem ou pelo banner ali ao lado, usando o cupom PACMAE tem 10% de desconto na primeira compra.)

2. Bazar Bizar²o

bbpost

Eu normalmente odeio os posts patrocinados do Facebook, mas uma vez na vida ele acertou. Conheci o Bazar Bizar²o por lá e me apaixonei pelas roupas e depois descobri que também é uma loja feita por uma mãe. A loja também não é dividida entre roupas para meninospara meninas e faz questão de enfatizar que as roupas são unissex – inclusive as leggings e calça saruel. E o que são os babadores-bandana e os bodies-kimono? Muito amor! As estampas são incríveis e as roupas têm todas as cores, como roupa de criança tem que ser.

3. BB Básico

bbbasicopost

Essa loja é bem conhecida porque existe em vários shoppings do Brasil. As roupas são bem caras e ainda há a divisão entre meninos e meninas, mas a proposta é manter a ludicidade e incentivar a imaginação dos pequenos. O ponto de venda que visitei – há quase 5 anos – tinha brinquedos antigos, como pião e bilboquê, além de investir em roupas básicas que servem a todas as crianças, como galochas e capas de chuva lisas, sem personagens. Dando uma olhada na loja virtual, já deu pra perceber que não é mais tão assim, mas ainda ganham pontos por colocar todas as cores na sessão unissex.

4. Mini Humanos

minihumanospost

Quando meu filho nasceu, a Mini Humanos era uma das poucas lojas de roupas infantis que ofereciam roupinhas diferentes com estampas bem-boladas (fora da Galeria do Rock, é claro). Na época eu achava muito caras e hoje continuo achando isso, mas dizem as boas línguas que a qualidade é impecável. As roupas são segregadas por gênero, mas a opção unissex é justa. As camisetas femininas também têm estampas diversificadas, como essa da foto com ferramentas de artista.

5. Chico Rei

chicopost

Nossa amada, idolatrada, salve salve Chico Rei tem agora uma coleção infantil! E o que é mais legal é que, como a modelagem é a mesma, as estampas são para todos os gêneros. Tudo bem que boa parte das mensagens das camisetas da loja precisam de um background que crianças não têm, mas é uma excelente oportunidade de explicar. Todo geekling que se preze curte uma piada interna. (;

Faltou alguma loja? Você fabrica roupas que desafiam estereótipos de gênero? Nos avise aí nos comentários!

 

Nanda Café

Nanda Café

Feminista que faz ballet e adora cor-de-rosa. Gosta de RPG, fantasia medieval, anime água-com-açúcar e é #teammarvel apesar de Sandman ser da Vertigo. Começou a estudar Quenya, mas como não dava pra fazer isso enquanto comia, desistiu de ser elfa e admitiu para si sua natureza hobitesca.
Nanda Café

Talvez você goste de: