CCXP | Galápagos Jogos traz novos títulos e estande dividido em áreas temáticas

O estande da editora de board games e card games Galápagos Jogos é mais um que tem que entrar na sua lista de paradas obrigatórias na Comic Con Experience, que acontece de 1 a 4 de dezembro, no São Paulo Expo. Nós pedimos para a nossa colaboradora Mariana Gamberger, que é super fã de boardgames e escreve sobre esse tema aqui no Pac Mãe, comentar algumas das atrações do espaço.

O estande estará dividido em áreas de acordo com temas: Ficção Científica, um lugar cheio de referências ao gênero mais popular do cinema atual, que trará os jogos Star Wars X-Wing e o novo colecionável Star Wars Destiny, o espaço Zumbi, que contará com uma missão exclusiva do hit Zombicide, o Velho Oeste, que fará uma verdadeira viagem ao tempo e no espaço cheio de aventuras com o jogo de destreza Flick ’em Up, e a Biblioteca Mágica, com as aulas de poções de Potion Explosion.

O espaço da Galápagos terá também convidados especiais, como os apresentadores do canal especializado Meeple Maniacs, que estarão no estande jogando com o público nos quatro dias do evento, e os criadores do site Jovem Nerd, que irão ao estande da editora no dia 3 de dezembro para jogar Star Wars: Destiny e gravar dois podcasts no pavilhão da CCXP.

Haverá demonstrações dos jogos Loony Quest, Dobble e Dixit, e uma loja com brindes e descontos exclusivos para o evento.

Alguns títulos na Comic Con Experience 2016 – Galápagos Jogos (com comentários da Mari)

swd002_3d-box_800px

Star Wars – Destiny:

Um jogo de cartas e dados dinâmico, que permite aos jogadores criarem batalhas com os personagens mais icônicos da saga Star Wars, dentro dos cenários fantásticos dos filmes.

“Essa é a grande novidade da Galápagos para a CCXP. Por si só, o tema Star Wars já atrai os amantes da franquia. Acredito que esse jogo será mais complicado para jogar com crianças, principalmente aquelas não acostumadas com esse tipo de jogo. As cartas têm textos mais elaborados o que demandam uma atenção maior. Claro que depende muito do temperamento de cada criança. As ilustrações estão fantásticas, no mínimo vale a pena dar uma olhada no jogo se você é fã de Star Wars.”

unnamed-5

Zombicide:

Teste sua capacidade de sobreviver a um apocalipse zumbi em um jogo cooperativo que coloca todos os jogadores no mesmo time tentando completar missões de sobrevivência.

“Com 4 versões no mercado, um dos jogos que mais arrecadaram na plataforma de financiamento coletivo americano, o Kickstarter. O jogo por ser cooperativo é uma ótima alternativa para se jogar com as crianças, tanto para fugir de eventuais conflitos entre irmãos, quanto para as crianças aprenderem a trabalhar junto por um objetivo em comum. O único porém é que a duração das partidas, dependendo da quantidade de jogadores, pode durar por volta de 2 horas. Como se trata de um jogo mais caro, não perca a oportunidade de jogar no evento para conhecer o jogo.”

loony_quest_de_box3d2

Loony Quest:

Em Loony Quest, os jogadores devem passar por obstáculos, coletar moedas e até enfrentar chefões final no fantástico mundo de Arkádia. Armados de canetas e transparências, os jogadores devem tentar desenhar as melhores rotas por dentro dos níveis do jogo, só comparando seus desenhos com o nível ao final da rodada. Uma homenagem à tinta aos videogames dos anos 90.

“Definitivamente um jogo para se jogar com a família, principalmente com as crianças. Com diversos mapas diferentes, a cada rodada um é aberto e todos devem desenhar na folha transparente um caminho passando pelos locais de pontuação e evitando tocar nos itens indesejados para não sofrer penalidades. O interessante é você ter que desenhar somente olhando para o mapa. Depois de terminado, um a um, os jogadores irão colocar o seu desenho sobre o mapa e verificar a pontuação alcançada! Aproveitem a oportunidade de experimentar o jogo no estande da Galápagos.”

flickem-up

Flick ‘em Up:

Um jogo de petelecos no faroeste. Nessa mistura de Sérgio Leone com futebol de botão, até 10 jogadores se enfrentam entre o time dos mocinhos e dos bandidos tentando acertar os piparotes mais rápidos do velho oeste.

“Mais um jogo divertido para experimentar com as crianças durante o evento. Só o fato de ser um jogo de petelecos já vale a experiência. O formato de times também é interessante para jogar com os amigos. O manual já prevê diversos cenários, a serem montados com as construções, cactos, barris, cercas e diversos obstáculos que podem servir de proteção aos jogadores. Nesse jogo não existe estratégia, o importante é se divertir mesmo!”

download-1

Dobble:

A Mari já falou bastante sobre ele nesse post aqui. Um jogo leve, rápido e divertido que pode ser jogado de 2 a 8 pessoas, onde a sua percepção será testada. Dobble testa a percepção visual dos jogadores, que devem encontrar rapidamente desenhos em comum entre suas cartas.

pot001_3d-box_800px

Potion Explosion:

Crie suas próprias poções em Potion Explosion. O jogo que já foi descrito como o “Candy Crush de tabuleiro” utiliza elementos já conhecidos em jogos digitais de forma analógica e muito inteligente. Entre nas provas finais da aula de Poções e mostre para todos quem é o melhor aluno.

“Com certeza um jogo para encher os olhos das crianças, e dos adultos. Os ingredientes para as poções são representados por bolinhas de gude. Mais um jogo para se jogar em família. Vale até extrapolar imaginando estar numa aula do Snape, para os amantes de Harry Potter!”

Divida bem o seu tempo!

Claro que os jogos de tabuleiro não são a única atração da CCXP, e dificilmente você conseguirá ter tempo de jogar todos esses jogos. Dos listados, recomendamos testar o Dobble, por ser bem rápido. Depois ficaríamos entre Potion Explosion e o Flick’ em Up.

“Não tive a oportunidade de jogar esses dois jogos, mas são os que mais me chamam a atenção dessa lista para jogar com as crianças.
Caso tenham oportunidade e os jogos estejam disponíveis no estande da Galápagos, eu ainda recomendo o Tokaido, Ticket to Ride, Takenoko e King of Tokio.”, finaliza Mariana.

E então? Bora jogar muito boardgame na CCXP? A gente se vê lá!

Kathy

Kathy

Jornalista, sonserina, lannister, malkaviana, dobradora do reino da Terra, distrito 3. Transmito o legado nerd ao meu rebento, Samuel, que, pobrezinho, já reclama que ninguém da escola sabe quem é Sauron e nem fazem ideia do que significa conjurar um patrono.
Kathy

Talvez você goste de: