Empatia | Cinderella careca surpreende menininha paciente de quimioterapia

Sempre falamos e insistimos por aqui, empatia é tudo nessa vida e a história dessa menina nos emocionou pois mostra que basta um olhar diferente e tudo muda. A criança não deixa de ser criança por estar em uma situação complicada, ao ser olhada com carinho e respeito, Isabella teve o seu dia de princesa <3

 enhanced-buzz-wide-32277-1417888736-10

Isabella Harvey foi diagnosticada com leucemia pela primeira vez aos 3 anos de idade. Na época, como era muito pequena, não se sentiu insegura com a queda dos cabelos, consequência do tratamento quimioterápico.

Aos 5 anos a doença retornou e a perda dos cabelos mexeu muito com sua auto estima. “É difícil para ela. Ela sempre usa um chapéu e nunca fica sem ele em público”, conta a mãe de Isabella.

Para tentar alegrar a garotinha, que acabara de passar por uma cirurgia complicada e dolorosa, a organização Gianna Nicole’s Heart of Hope, que apóia crianças com câncer, agendou para ela uma sessão de fotos com o tema princesa.

Só que algo diferente aconteceu. A fotógrafa, Alana Hubbard, decidiu surpreender a garotinha de 5 anos de idade, pedindo para a atriz que interpretava Cinderella usasse uma touca na hora das fotos.

longform-original-24881-1418143160-24

Isabella, que andava preocupada com a sessão de fotos, e várias vezes pediu para a mãe levar seu chapéu, mudou completamente quando viu Cinderella careca, como ela.

Quando Cinderella entrou e Isabella viu que ela não tinha nenhum cabelo também, sua expressão foi impagável. O nervoso sumiu, ela ficou sorridente e calma.

“Eu só quero que ela seja saudável e feliz. Seu cabelo não faz diferença para mim”, disse a mãe da menina. “Isso definitivamente ajudou a dar-lhe um impulso de confiança que ela precisava, e mostrou-lhe que qualquer um pode ser bonito, com ou sem cabelo.”

enhanced-buzz-wide-30559-1417888769-11

“Uma princesa linda! E ela também não tem cabelo!”

Por um mundo onde aconteçam mais coisas assim. Quem vem com a gente?

Kathy

Kathy

Jornalista, sonserina, lannister, malkaviana, dobradora do reino da Terra, distrito 3. Transmito o legado nerd ao meu rebento, Samuel, que, pobrezinho, já reclama que ninguém da escola sabe quem é Sauron e nem fazem ideia do que significa conjurar um patrono.
Kathy

Talvez você goste de: