De Volta para o Futuro | Baile Encanto Submarino – Eu fui!

Na semana em que a trilogia De Volta para o Futuro comemora 30 anos e apenas alguns dias antes da data em que Marty McFly finalmente chega ao ano de 2015 (aliás, ele chega hoje!) eu tive o privilégio de fazer o caminho inverso. Viajei no tempo diretamente para 1955 e vivenciei uma experiência muito peculiar: participei do famoso Baile Encanto Submarino! Sim, eu estive no baile da escola de Hill Valley onde George e Lorraine se apaixonam, e tive a oportunidade de levar meu filho junto comigo.

A ideia de fazer com que fãs e espectadores sintam que estão literalmente dentro de seus filmes preferidos é da equipe do projeto Cine Imersão, aqui de São Paulo. O conceito foi trazido ao Brasil pelo produtor e pesquisador de cinema Fabio Hofnik. O grupo Imersivos, dirigido por Fabio, já foi responsável por experiências semelhantes com filmes como Clube da Luta, Bruxa de Blair, O Sexto Sentido e Poltergeist (que medinho!).

12106710_1192096477474237_1066603634391410387_n

Doutor Brown, Inspetor Strickland, Marty e Jennifer – Imagem: Fabrício Dolci

Todo o clima do primeiro De Volta Para o Futuro foi reproduzido em pleno bairro de Pinheiros, em São Paulo. Cenografia, figurino, trilha sonora e atores caracterizados como os personagens principais e reviviam ao vivo e diante de nossos olhos as cenas mais clássicas dessa história tão querida.

E assim, de repente, eu estava com meu vestido de bolinhas em uma pista de dança ao som de clássicos dos anos 50 enquanto o inspetor Strickland circulava olhando feio para os casais que dançavam juntinhos demais, Biff Tannen e seus amigos procuravam briga e Calvin Klein, ou melhor, Marty McFly subia ao palco para tocar “Earth Angel” embalando o romance de seus futuros pais, George e Lorraine.

12111987_10154453914409657_63558213660801032_n

Lorraine e George curtindo o baile junto com a gente: “Seus filhos vão adorar!” – Imagem: Fabrício Dolci

Além do cenário super caprichado, que reproduziu não somente o baile escolar, mas também o quarto de Marty e o laboratório do Doutor Brown, das músicas dos anos 50 e 80 (afinal, estávamos em uma viagem no tempo) tocadas ao vivo por uma banda competentíssima, o evento trouxe um Delorean original que obviamente fez um sucesso tremendo entre os fãs.

Estavam também expostos vários itens de colecionador como o inconfundível skate voador hoverboard, o tênis Nike futurista, o boné multicolorido e a jaqueta auto-secante, todos objetos que Marty usa no segundo filme. Também estava ali, ao alcance de nossas mãos fanáticas, o controverso Almanaque Esportivo que causa toda a confusão no segundo filme da série, os folhetos que pediam doações para salvar o relógio da torre da igreja (aquele atingido por um raio, lembram?), além de muitos outros desses pequenos detalhes e raridades de colecionador que deixam qualquer fanático babando. Como não poderia deixar de ser ao final do baile o salão recebeu cadeiras e se transformou em um grande cinema para a exibição do primeiro filme de De Volta Para o Futuro, que foi recebido por todos com muito entusiasmo.

O evento foi super kid friendly e isso também foi muito legal. Crianças até 10 anos de idade entravam de graça e o horário da festa foi até mudado (para mais cedo) para que elas pudessem participar da grande brincadeira. Assim, várias crianças puderam acompanhar seus pais. Quem tem filhos sabe muito bem o quanto é rara essa preocupação, ainda mais em festas e shows.  Achei louvável e tenho certeza que muitos outros pais puderam participar por conta dessa sensibilidade da organização.

12106919_10154457202864657_9031608112294675566_n

Lorraine e a clássica briga entre Biff e George McFly – Imagem: Fabrício Dolci

Percebi que apesar das crianças curtirem bastante a trilogia, comparecerem fantasiadas e até participarem no palco de um concurso de cosplay, os fãs MESMO são os adultos e a maioria dos pequenos estava por lá mais para acompanhar seus pais. As crianças inegavelmente se divertiram e dançaram muito no baile, mas apesar disso acho importante fazer uma observação: por ser um ambiente fechado, achei o som do show um pouco alto demais para eles.

Apaixonada que sou por De Volta para o Futuro, entusiasta dos live-actions de RPG – jogos de livre interpretação – e dos cosplayers, adorei ver que o público super se empolgou com a proposta, compareceu em sua grande maioria caracterizado ou fantasiado e interagiu muito com o cenário e com os atores que representavam os personagens do filme. Infelizmente não consegui acompanhar algumas das cenas pois fiquei na maior parte do tempo próxima ao palco e as representações aconteciam ao longo de todo o espaço. Achei que faltou esse direcionamento ao público, pois lamentei ter perdido a encenação de alguns dos meus momentos favoritos.

bttf

“Are you telling me that you built a time machine… out of a DeLorean?” *________* – Imagem: Nanda Café

De qualquer forma, amei comemorar os 30 anos dos filmes me sentindo parte deles. Já que estamos falando de viagem no tempo, foi para mim um lance assim meio Peggy Sue, sabem? Aliás, eu também amo esse filme e a banda da festa tocou a música-tema! <3. Pode vir, Marty, ainda precisamos de estradas, não temos carros voadores nem pizzas a serem hidratadas. A meteorologia ainda não está tão avançada e os advogados continuam por aqui, mas a gente adora pensar quadridimensionalmente e continua curtindo muito viajar no tempo com você! Ah! Ainda estamos torcendo pela concretização da profecia: Go, Cubs! 🙂

Imagens da Galeria: Fabrício Dolci, exceto quando especificado

Kathy

Kathy

Jornalista, sonserina, lannister, malkaviana, dobradora do reino da Terra, distrito 3. Transmito o legado nerd ao meu rebento, Samuel, que, pobrezinho, já reclama que ninguém da escola sabe quem é Sauron e nem fazem ideia do que significa conjurar um patrono.
Kathy

Talvez você goste de: