DIY | Quiet Book do Grúfalo

Estava aqui outro dia pensando se comprava ou não um livro de pintar e refletindo sobre o assunto, percebi que eu gosto mais de criar do que relaxar com alguma coisa já pronta. Nem para meus alunos eu gostava de dar desenho pronto para pintar, aliás sou bem contra essa prática escolar. Eu estava com muita sede de criar e, no meu trabalho como professora e depois como coordenadora da rede pública, eu me deparava com diversos desafios criativos (falta de materiais, projetos com temas inusitados, salas lotadas…) Posso afirmar que essa era a parte que eu mais gostava.

Existem vários nomes para definir o que é um Quiet Book: Livro Sensorial, Livro de atividades, livro de pano educativo, livro que acalma,  Busy Books, Spiele Buch (em alemão significa livro de brincar), Pattern Book, mas a melhor definição que eu li foi a desse site:

Resumindo, nas minhas palavras, um Quiet Book é um iPad artesanal, handmade e realmente oldstyle: analógico, verdadeiramente educativo, que estimula a criatividade real, desperta a curiosidade e respeita o desenvolvimento das crianças.

Como trabalhei em escola, eu tive contato com diversos livros sensoriais para bebês e alguns livros de atividades para crianças maiores, mas nunca tinha visto ao vivo um quiet book. Minha paixão por esse livro de atividades começou com uma postagem da página do Pac Mãe no Facebook de julho de 2013, era um Quiet Book da série Star Trek e eu sou louca por essa série desde menininha. Depois a Nanda escreveu esse post super legal sobre esse assunto. Desde então eu entrava com frequência no site da Jullie Gillrie e fico namorando os Quiets Books que ela fez. Tem do Senhor dos Anéis, Star Wars, Star Trek e Harry Potter, o melhor é que ela vende os moldes dos livros em sua loja da Etsy (está tudo em inglês). O arquivo possui lista de materiais, moldes de recortes e o modo de confecção para fazer o seu em casa.

IMG_8699

Assim fica fácil bordar palavras.

Eu nunca costurei, nunca tive aptidão e tempo para isso, outro dia postaram na comunidade no Pac Mãe um Quiet Book dos Vingadores e a vontade de presentear minha filha com esse tipo de livro ficou mais forte, comentei esse fato com a minha sogra e, inclusive, mostrei vários vídeos para ela. Então ela fez algo maravilhoso enviou pelo correio todas as sobras de feltro da festa da Alice. Como eu mostrei no post da Festa de Aniversário do Grúfalo (sim, o aniversário da Alice de 2 anos foi com esse tema), minha sogra fez diversos bichinhos da história em feltro para dar de lembrancinha.

Na minha cabeça o ideal era fazer um Quiet Book Star Trek, achei que seria uma boa maneira de mostrar essa minha paixão para a Alice, mas as cores disponíveis em casa eram apenas de floresta e da história do Grúfalo, aí veio a brilhante e óbvia ideia: Eu precisava fazer um com a temática do Grúfalo! O Grúfalo, para quem não conhece,  é um livro infantil escrito por Julia Donaldson e ilustrado por Axel Scheffler (publicado no Brasil pela Brinque-Book) e conta a história de um ratinho que encontra diversos predadores – a raposa, a coruja e a cobra – em seu passeio na floresta, para escapar deles,  ele inventa que irá se encontrar um monstro terrível, acontece que de repente ele encontra o famigerado Grúfalo.

Depois dessa decisão eu comecei a achar todas as outras temáticas sem graça. Minha filha ama essa história, logo ela ia amar o Quiet Book. Era a ideia perfeita! Vasculhei a internet e não encontrei nenhum livro desse tipo com essa temática, encontrei apenas atividades soltas, o que foi muito legal, pois pude exercitar minha criatividade e adaptar ideias de atividade de outros livros, criar definitivamente foi a parte mais divertida e demorada. Depois veio o segundo desafio: descobrir os nomes em alemão dos materiais necessários, mas o maior desafio foi aprender a costurar! Já peço perdão às costureiras de plantão pelas imperfeições e prometo que farei um curso assim que chegar no Brasil novamente, não vou desrespeitar nunca mais a milenar arte da costura! O último desafio foi o tempo, eu queria muito terminar o livro antes de nossa viagem de volta ao Brasil.

Um livro como este custa no Brasil, em média, entre 150 e 180 Reais,  depois de costurar tudo e gastar horas e horas eu comecei a achar esse valor ridiculamente barato. Não sei se é falta de prática, de máquina de costura ou de uma pistola de cola quente, mas eu gastei quase 3 semanas. Sim eu costurei  tudo, nada foi colado! Quem hoje em dia trabalha tantas horas assim para ganhar tão pouco? Esse valor mal paga os materiais utilizados! Não sei quanto custa o metro do feltro no Brasil, mas aqui eu paguei quase 10 Euros o metro, depois que comprei a maior parte das cores que precisava meu marido deu a brilhante ideia de procurar em papelarias,  lá encontramos pedaços de feltro tamanho A4 por 0,70 de Euro, achei ótimo, pois as vezes a gente só precisa de um pedacinho de determinada cor. O que ajudou a baratear o projeto é que encontrei a maior parte dos aviamentos em lojas de 1 Euro e na loja de descontos TeDi.

Valorizem o trabalho das pessoas que trabalham com isso, por favor!

Vamos aos detalhes do Livro:

A capa

A ideia original era fazer uma capa similar aos livros da Jullie Gillrie, mas li que o modo de prender com argolas de metal não é nada prático, o contato frequente da argola acaba arrancando o ilhós. Como não encontrei as argolas para vender escolhi amarrar com fitas, para prevenir que o ilhós soltasse eu escolhi uns bem grandes. Também tinha a opção de costurar todas as páginas, mas eu gosto mais da ideia de uma capa tipo “fichário” pois posso acrescentar ou tirar páginas no futuro. A capa era para ser de feltro, mas olhando os tecidos na loja eu me apaixonei por essa pelúcia, aliás eu olho para ela e vejo também um Chewbacca, ainda tenho planos para esse tecido!

A capa, como podem perceber, tenta imitar o Grúfalo. Ela tem: olhos alaranjados, língua preta, verruga verde cabeluda, chifres, orelhas e espinhos roxos nas costas espetados.Eu achei letras prontas. Ufa! É muito chato recortar letras e eu sou uma negação para bordar. Eu tentei e ficou uma meleca.

A parte de dentro também é uma atividade, o nome Alice é removível e preso com velcro. A coisa mais horrorosa do mundo é costurar velcro. Nessa parte eu senti muita falta de uma pistola de cola quente! Do outro lado da parte de dentro coloquei um bolso, li que isso é muito útil pois há muitas peças pequenas que podem se perder. Por último bordei “Feito pela mamãe com amor” e coloquei a data.

Página 1

As páginas com floresta foram as mais demoradas.

Página 2

Nessa página coloquei as personagens da história. O pássaro na fita é solto para “voar”. Dentro do zíper há um espaço para guardar os dedoches.

Os dedoches foram as primeiras coisas que eu costurei.

Página 3

20150606_201633

A ideia de colher coisas em árvore é bem comum em Quiets Books, mas na maioria colhe-se maçãs.

Inicialmente eu pensei em prender as avelãs com velcro, depois da péssima experiência em costurar velcro eu coloquei botões de pressão.

Página 4

20150606_201624

As peças do corpo são presas com velcro, ai! Depois eu descobri que existe velcro autocolante…rs

Monte o ratinho. Conforme eu ia acabando as páginas a Alice já ia brincando! Ela adora o ratinho! Entendeu a atividade  e já monta direitinho o bichinho.

Página 5

Procurei também colocar assuntos que a Alice gosta. Ela adora esse negócio de falar os nomes das cores e das formas, engraçado é que eu não incentivo esse tipo de saber “escolar”. Vai entender…

 

Página 6 e 7

Ela gosta de contar! Então vamos contar!

Ela gosta de contar! Então vamos contar!

A Alice vira e mexe cisma com um número, já cismou com o 6, com o 3 e o 2 que é a idade dela. Essa semana não me deixou  jogar uma caixa de macarrão na reciclagem porque tinha um número 5! Ela gosta de apontar os números em placas e outras coisas que vemos nos passeios.

Tentei colocar apenas elementos da floresta do Grúfalo para não fugir da temática. O bom é que a vegeteção da cidade onde moro é bem similar a do livro.

Buscando inspiração na natureza

Buscando inspiração na natureza

Página 8

Nessa página eu tentei lembrar os predadores que se encontram com o ratinho. No filme eles são amigos e trocam informações sobre as presas. As linhas do jogo da velha lembram cobrinhas.

20150606_201600

Página 9

Essa página é um jogo de ligar. Quem convidou o Ratinho para almoçar? E para festejar? E para tomar chá? O ratinho está preso com elástico no canto direito acima, puxando-se dá se a impressão que ele fugiu. Também dá para colocar o ratinho dentro da panela, do  bolo e da xícara (tem até saquinho de chá!). A Alice amou essa página! Assistam o vídeo para ver como funciona.

Essa página foi um sucesso!

Essa página foi um sucesso!

Página 10

O Grúfalo diz: “Minha comida favorita, vai ficar muito gostoso com um pedaço de pão!”. Como A Alice adora brincar com comidinhas coloquei uns complementos no lanche do Grúfalo. O Ratinho também foi preso com elástico para “fugir”. O pão é escuro porque é de farinha integral. rs

Página 11

Escove os dentes horríveis, a pasta, escova de dentes e copo estão presos com botões de pressão. Nessa página ainda é possível retirar os olhos e o nariz do Grúfalo para aprender a abotoar botões.

Essa página também fez sucesso.

Essa página também fez sucesso.

Página 12

Outra página muito comum nos livros que eu encontrei na internet. Depois de Grufalizada ela ficou assim:

Página 13

Mais uma página clássica Grufalizada. Vamos aprender a amarrar cadarços?

Página 14

Página inspirada no Quiet Book do Senhor dos Anéis. A Alice adorou essa página também.

Página 15

E não poderia faltar os livros!!!

Para ver melhor os “efeitos especiais” Assistam o vídeo:

 

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=aCqTRiFyTdo&w=560&h=315]

A Alice gostou do livro, mas eu gostei muito mais de fazer! Se daqui um tempo ela não der mais bola, ainda assim o esforço homérico valeu, foi uma ótima terapia, foi uma forma de provar pra mim mesma que ainda posso ser criativa. Agora é só colocar a prova o Quiet Book nas  quase 12h de viagem entre Amsterdã e Guarulhos, depois eu conto como foi!

Joyce Recco

Sou uma professora feliz da Rede Pública, mãe da Alice (3) e do Arthur (3 meses). Adoro fazer listas, organizar e criar coisas. Sou apaixonada por literatura infantil, culinária, DIY e fotografia. Curto ficção Científica, gosto que aprendi com a minha Pac Mãe. Adoro Star Wars, Star Trek e fico muito chateada com a competição que o pessoal faz entre as duas franquias, coração de mãe é grande e tem espaço para todo mundo!

Últimos posts por Joyce Recco (exibir todos)

Talvez você goste de:

  • Thiago Forni

    Profissional, Joys!!! Lindo, lindo! E esse passo a passo tão detalhado!!!

  • Susana Santos

    Que bonitinho! Ando a procura de ideias e de tutoriais de quiet book e eis que vejo o seu.
    Maravilha! É desta que faço um… ☺

  • Claudia Dnnmnn

    Joyce, ficou maravilhoso! Alice deve ter amado! Parabéns!

  • Pingback: Decoração | O quarto do baby Mochileiro das Galáxias - Pac Mãe()