#ForceForStella | Menina de 6 anos sofre bullying por gostar de super heróis

Stella tem 6 anos e, como qualquer criança dessa idade, gosta de usar o que ama. No material escolar, em adesivos pela casa, mas principalmente, nas roupas que veste. Ela se mudou recentemente para outro país com a família, que compartilham com ela o amor por super heróis e Star Wars, e desde então, vem sofrendo bullying na nova escola por usar camisetas com estampas de seus personagens favoritos. Não basta estar em um local cheio de pessoas estranhas, sem dominar a língua, ela ainda tem que lidar com crianças chamando-na de menino.

Na infância, ser chamado por um gênero com o qual você não se identifica é uma ofensa grave. Isso não aconteceria se o mercado não insistisse em categorizar as mercadorias por gêneros e cores. Para Stella comprar as camisetas de super herói que tanto gosta, ela precisa ir na ala masculina da loja de departamento. Para se fantasiar de Darth Vader, precisa comprar uma fantasia para meninos. Nós acompanhamos meninas que exigem que retirem essa genderização desnecessária e vemos a Loja da Disney, a Target e diversas outras empresas começando a mudar isso aos poucos. Mas ainda não é o suficiente.

Para que Stella se sinta melhor por gostar de super heróis e de Star Wars, uma amiga da família pediu a ajuda da internet para mostrar a ela que ela pode gostar do que ela quiser. Mulheres de todo o Brasil estão enviando fotos com roupas geeks e usando a tag #ForceForStella: a 501st Legion de SP, os Conselhos Jedis, as Minas Nerds (que estão reunindo as fotos que recebem nesse álbum).

10671466_863759003658764_2211345135712932134_n-300x300

Nós já contamos diversas histórias de meninas que amam super heróis, como a Maria, que se assumiu Wolverina e a Alice, que ama o Link. Ou ainda de Max, que se vestiu de Draculaura para o Halloween da escola. Queremos que essas histórias não precisem ganhar destaque, porque não queremos que elas sejam exceção. Gostaríamos que todas as crianças pudessem vestir o que quisessem e se fantasiar do que quisessem, sem que fossem motivo de risos de outros adultos e outras crianças. Por isso, deixamos aqui o pedido: contem a história de Stella para suas crianças e nos ajudem a engrossar o coro #ForceForStella com fotos de pequenos que desafiam estereótipos.

Helena, de 2 anos, filhota da Elisa e fã do Batman.

Helena, de 2 anos, filhota da Elisa e fã do Batman.

Nanda Café

Nanda Café

Feminista que faz ballet e adora cor-de-rosa. Gosta de RPG, fantasia medieval, anime água-com-açúcar e é #teammarvel apesar de Sandman ser da Vertigo. Começou a estudar Quenya, mas como não dava pra fazer isso enquanto comia, desistiu de ser elfa e admitiu para si sua natureza hobitesca.
Nanda Café

Talvez você goste de: