News | Mãe entra em contato com empresa por excluir as personagens de Big Hero 6 dos seus produtos [UPDATE]

Está se tornando mais comum ver notícias de pessoas indignadas com o comportamento das empresas que licenciam produtos da cultura pop e o descaso que fazem com as personagens femininas. Inclusive já mostramos aqui o caso da menina que explicou o estereótipo de gênero para a LEGO,  da menina que pediu mais representação feminina nos produtos de Star Wars, da menina que pediu mais super heroínas femininas à DC. Achamos que é uma coisa boa, porque nos mostra que os consumidores estão deixando de achar normal essa discriminação. A bola fora da vez foi da empresa Springs Creative, fabricante de tecidos e materiais para artesanato nos Estados Unidos.

springfabric

Quando uma mãe estadunidense decidiu comprar tecidos para fazer travesseiros com o tema Big Hero 6 para seus filhos, se deparou na loja somente com uma opção que vinha com os personagens masculinos estampados. Como nem ela nem seus filhos desejavam comprar um produto que não representava todos os personagens do filme, decidiram por não realizarem a compra. Mas ela, que sentiu que esse comportamento (que não é exclusivo dessa marca) ofendia não só seus filhos mas as crianças em geral, decidiu ir além de apenas não comprar o produto, mas também entrar em contato com a empresa fabricante e demonstrar sua insatisfação. Abaixo, numa tradução livre, está a mensagem enviada por ela:

Olá,

Eu sou mãe de duas crianças maravilhosas que gostariam de ter travesseiros super legais com seus personagens favoritos de Big Hero 6. Eles adoram todos os personagens, mas seus favoritos são o Baymax e a Honey Lemon. Mas adivinhem que não só a Honey Lemon estava faltando na estampa do tecido, mas a GoGo também. AMBAS as ÚNICAS personagens femininas, tão brilhantes, capazes e espertas como Wasabi e Hiro estão faltando. Não é Big Hero 6 sem elas.

Não consegui encontrar uma forma de contactar a Disney para corrigir esse erro terrível. Como mulher e engenheira, acho isso ofensivo. Coloquem todos os [personagens de] Big Hero 6 juntos no mesmo tecido. Nem meus filhos quiseram esse tecido sem TODOS os personagens nele.

Veronica (leia o original em inglês)

Infelizmente, a resposta que ela recebeu da empresa foi pior do que a ausência das personagens na estampa:

Olá Veronica

Obrigada pelo seu email! Aqui está uma pequena história de como desenvolvemos nosso designs. Quando é um design para um filme novo, nós o desenvolvemos muito antes do lançamento do filme e muito antes de nós mesmos o assistirmos. Dessa forma, deixamos para os produtores do filme nos fornecerem o público-alvo. A Disney definiu o público-alvo de Big Hero 6 como sendo garotos entre 5-12 anos e, como público secundário, garotas entre 5-12 anos e adolescentes. Uma vez que foi definido como para garotos, nós escolhemos focar nos personagens principais (nesse caso Baymax e Hiro), ou somente nos personagens masculinos. Nós descobrimos que garotos não querem personagens femininas nas suas coisas (eww garotas! Eca! haha). Caso Big Hero 6 continue por mais tempo no mercado, eu acredito que você começará a ver mais produtos e até mesmo tecidos com todos os personagens, incluindo as personagens femininas.

Eu espero que isso ajude a te explicar porque você encontra produtos dessa forma. Nós apreciamos ouvir feedbacks como esse. Então, por favor, continue a fazê-los.

Meus cumprimentos,
Emily Robbins Kelly
Gerente de Licenciamento
Springs Creative Products Group, LLC

Sim, ela recebeu isso como resposta. E de uma mulher, que espera-se uma maior compreensão nessa questão de gênero! É tão triste receber uma resposta normalizando a discriminação de gênero de outra mulher.

Sabemos que foi uma conversa entre uma cidadã estadunidense com uma empresa do mesmo país. Mas como informa o site da empresa, eles exportam seus produtos para 21 países, além de todos os EUA, então seus produtos estão influenciando crianças por vários lugares do mundo. Uma empresa desse porte dar esse tipo de resposta com tanta naturalidade à uma cliente, com direito à “eww garotas! Eca! haha”, realmente nos entristece.

A mãe, não satisfeita (com razão), escreveu à empresa novamente:

Emily,

Primeira coisa, é Big Hero 6. Não Big Hero 4 e outras duas.

As mulheres tem tanto direito de estarem aqui, serem representadas, conhecidas e idolatradas quanto os homens. Mulheres têm seu lugar no mundo também e são capazes de grandes conquistas na matemática e na ciência também.

Eliminando as mulheres do design da estampa, você está dizendo aos garotos que é OK pensar que as garotas são “eca”, indignas e menos que os garotos. Você também está dizendo às garotas que elas são indignas, não queridas e que não é legal ser esperta e confiante.

Não é apenas o seu único design. É o seu design junto com todos os outros designs na indústria, no nosso dia a dia, que dizem às garotas e às mulheres que elas não tem valor, são importantes ou capazes. E ainda mais perigoso, dizendo aos garotos que garotas são sem valor e “eca”.

Cores, matemática, ciência, música e arte são para todos. Não são alguns para garotos e alguns para garotas. São para todos!

Mas quanto à esse design, ele é um fracasso total, apesar da sua abordagem de público-alvo. Se chama Big Hero 6 e está faltando duas das heroínas. E eu realmente não acredito que que vocês encontrarão alguma objeção de algum garoto ou garota por ter TODOS os heróis representados.

Eu terei que fazer meus próprios designs a partir de agora.

Veronica

Apesar de amar a Disney e suas histórias, eu sei que não é de hoje que surgem reclamações da ausência de personagens femininas em seus produtos licenciados de heróis! É praticamente inexistente produtos dos Vingadores que venham com a Viúva Negra, ou dos Guardiões da Galáxia que representem a Gamora (que as reclamações inclusive viralizaram na internet). Já passou da hora de mudar de postura, hein Disney?

***UPDATE***

Melissa Atkins Wardy, autora do site que divulgou a história dessa mãe, contou em entrevista para a CNN, que assim que a primeira resposta da empresa chegou para Verônica, ela também recebeu uma ligação da Springs Creative pedindo a ela para postar uma declaração da empresa sobre o assunto em seu site.

“Às vezes é difícil ouvir uma avaliação negativa, mas a mensagem foi clara e nós temos a intenção de agir de acordo com a sua mensagem. Mais importante, a Springs Creative não tolera sexismo em nenhuma forma e não projeta seus produtos para jogar nenhuma luz negativa sob mulheres OU homens.

A empresa disse que irá entrar em contato com a Disney “imediatamente” para tratar de designs adicionais para Big Hero 6 que incorporem todos os personagens.

“Nós nunca ofenderíamos um segmento da população intencionalmente. Nós somos uma empresa forte, com moral e valores positivos e nós respeitamos e vemos ambos os gêneros igualmente.

No twitter, a história de Verônica viralizou com a hashtag #IncludeTheGirls, onde Melissa encorajou seus leitores a chamarem à atenção da empresa e também a relatarem casos semelhantes que tenham vivenciado. A mãe contou que não imaginava uma resposta tão rápida. Ela acredita que é um sinal do poder dos pais que estão se tornando “mais conscientes, reativos, e que estão usando as mídias sociais para fazerem suas vozes serem ouvidas pelas empresas que comercializam para crianças.”

E parece que está funcionando. Vamos continuar divulgando casos assim para que as empresas percebam que esse tipo de abordagem em seus produtos é prejudicial.

Daniela Bandeira

Daniela Bandeira

Mãe do Lucas (5), amante da cultura japonesa, literatura, cinema, animações, séries, games, música e tudo que envolve Disney. Formada em Língua e Literatura Japonesa, porém não atuante na área. Tem a fotografia, a culinária e a costura como hobbies e sonha dar a volta ao mundo.
Daniela Bandeira

Últimos posts por Daniela Bandeira (exibir todos)

Talvez você goste de: