Marvel para Crianças | 10 maneiras de apresentar os personagens passando longe dos filmes

Com o lançamento de Capitão América: Guerra Civil, e um calendário recheado – são 9 filmes previstos para serem lançados até 2019 – é perfeitamente normal que o hype dos fãs de quadrinhos e de filmes do gênero esteja alto. São personagens que nós amamos e acompanhamos muitas vezes desde a infância, e ver a maturidade e seriedade com que estão sendo adaptados para as telonas nos deixa extremamente felizes, já que esperamos por isso há anos.

Exatamente por isso o público-alvo dos filmes da Marvel não é infantil. Eles são feitos para adultos que cresceram com os super-heróis através de diversas mídias, não para crianças. A Classificação Indicativa é 12 anos desde o lançamento de Homem de Ferro, em 2008, e não dá nenhum sinal de que vai diminuir, pelo contrário: os filmes têm ficado cada vez mais densos, complexos e violentos.

Mas como convencer os pequenos de que o filme do seu super-herói favorito não pode ser assistido por ele? Assim como os adultos – e talvez mais – eles são contagiados pela extensa campanha de marketing que anuncia os filmes na TV, pontos de ônibus, outdoors, trailers, sem contar os produtos direcionados especificamente para crianças que são lançados na mesma época dos filmes. É realmente confuso e um desafio para os pais, especialmente famílias nerds que querem compartilhar a emoção dos filmes com os pequenos.

Com isso em mente, separamos 10 maneiras de apresentar e curtir a Marvel e seus personagens mais icônicos para as crianças, sem precisar levá-las ao cinema para assistir um filme inapropriado para a idade delas.

1. LEGO Marvel Super Heroes (Jogo)

lego_marvel_cover

Disponível para XBox 360 e Xbox One, PlayStation 2, 3 e 4 e PC, um dos melhores jogos da LEGO é perfeito para mostrar a diversidade dos personagens da Marvel, porque mostra desde os Vingadores, os X-Men e o Quarteto Fantástico (esse filme ninguém fez questão de levar as crianças, né 😛 ), até os vilões mais icônicos. São 180 bonecos entre DLCs, figurinos diferentes, easter eggs em um jogo divertido para crianças a partir de 5 anos (com ajuda e participação de adultos). Ele recebeu a Classificação Indicativa Livre no Brasil, mas tem representação de violência animada e piadas com alguma linguagem inapropriada.

2. LEGO Marvel Super Heroes: Sobrecarga Máxima (Filme)

lego-marvel-super-heroes-maximum-overload.35102

Seguindo a linha do jogo de misturar vários heróis e vilões, o filme, lançado online em 5 partes no ano de 2013, hoje está disponível no Netflix e conta a história de quando Loki usa uma gema de Aasgard para aprimorar os vilões e darem bastante trabalho para os Vingadores. Ele não tem a mesma quantidade de personagens que o jogo, mas tem o mesmo estilo de piadas e violência representada, por isso recebe Classificação Indicativa 10 anos.

3. Vingadores: Os Super Heróis Mais Poderosos da Terra (Série Animada)

_R3F-large

Essa série animada foi ao ar no canal Disney XD de 2010 a 2013, mas sua primeira temporada (são 2) está disponível no Netflix. A série mostra os heróis Homem de Ferro, Hulk, Thor, Capitão América, Viúva Negra, Homem-Formiga, Vespa, Pantera Negra, Gavião Arqueiro e, apesar de faltarem umas mulheres aí no meio, é bem fiel aos quadrinhos. Ela recebe Classificação Indicativa Livre, mas também tem representação de violência animada e uma ou outra piadinha mais suja.

4. Vingadores Unidos (Série Animada)

UORb-large

Essa série animada veio substituir a Heróis Mais Poderosos da Terra em 2013 e ainda está no ar no Canal Disney XD, além da primeira temporada estar disponível no Netflix. Ela trouxe os mesmos heróis da série anterior (e acrescentou alguns) ao universo comum com os heróis de Guardiões da Galáxia para, assim como o Universo Cinematógráfico, poder integrar as histórias, acontecimentos e personagens. A série é mais violenta e um pouco mais pesada que sua antecessora, por isso recebe Classificação Indicativa 10 anos. Esse é um dos motivos para que ela só seja exibida em horários improváveis, como às 3 da manhã.

5. Guardiões da Galáxia (Série Animada)

conteudo_91391_1

Nem só de Vingadores vive a Marvel, e a prova disso foi o sucesso estrondoso do filme Os Guardiões da Galáxia em 2014. A série estreou em 2015 no canal Disney XD no Brasil (vai ao ar aos sábados pela manhã) e ainda não está disponível no Netflix. Como Guardiões da Galáxia é realmente um pouquinho mais pesado do que outros personagens da Marvel, a Classificação Indicativa 10 anos serve como um alerta da trama densa, temas sensíveis e representação animada de violência.

6. Marvel Kids (Website)

marvelkids

A Marvel tem um site todo voltado para crianças com jogos, vídeos atividades dos personagens. Aqui no Brasil, ele faz parte do site da Disney com foco nos Guardiões da Galáxia, Homem Aranha e Vingadores (as 3 séries animadas no ar atualmente). Por mais que seja um site direcionado para a programação do canal Disney XD, ainda é uma maneira divertida de deixar as crianças curtirem os personagens de maneira segura e adequada para a idade delas, além de ter atividades que podem ser trazidas para o offline, como folhas de colorir, caça-palavras e etc. Não tem Classificação Indicativa, mas crianças com domínio de leitura e navegação podem ficar à vontade no site a partir dos 7 anos (ou antes, com acompanhamento).

7. Esquadrão de Heróis (Série Animada)

0001

Esquadrão de Heróis é uma série baseada na linha de bonecos da Marvel. Foi exibida no Brasil na TV Globinho e no Disney XD e atualmente não está disponível em lugar algum, exceto alguns episódios completos no site da Marvel Kids. É um dos desenhos mais infantilizados da Marvel, porém sofre do problema sério de falta de representatividade: os personagens principais são Homem de Ferro, Wolverine, Hulk, Surfista Prateado, Falcão e Thor que eventualmente recebem ajuda da Tempestade, Miss Marvel (ainda como Carol Denvers) e Vespa. Não consegui achar a Classificação Indicativa, mas o desenho apresenta representação animada de violência, então é indicado para crianças a partir de 5 anos.

8. Desenhos animados individuais

Além de todos os desenhos que mostram os grupos, a Marvel também tem séries animadas dos heróis favoritos das crianças, como Hulk e os Agentes de S.M.A.S.H., Iron Man Armored Adventures, Ultimate Homem-Aranha. Hulk e Homem-Aranha são exibidos no canal Disney XD e Iron Man e Homem-Aranha estão disponívels no Netflix, todas com Classificação Indicativa Livre, apesar de, claro, representação animada de violência.

9. A-Babies vs X-Babies (HQ – Em inglês)

detail

Não adianta: por mais fofinhos que sejam os desenhos dos heróis, a maneira que eles encontram para solucionar seus problemas é sempre a violência. Em A-Babies vs X-Babies é uma violência muito bonitinha e engraçada para crianças, e essa one shot lançada em 2012 lembra a micro-série de 4 edições X-Babies (2009-2010). Infelizmente nenhuma dessas publicações foi lançada no Brasil, então não tem Classificação Indicativa, mas se você falar inglês e tiver como comprar, é uma maneira divertida de apresentar os personagens para as crianças.

10. Bonecos e brinquedos

Quem nasceu primeiro: os super-heróis como ícones no imaginário infantil ou os produtos desses super-heróis que os transformam nesses ícones? Filosofias à parte, o fato é que a maior parte das crianças já conhece os personagens antes mesmo de saber diferenciar uma abobrinha de um chuchu no supermercado (prioridades). Há um excesso de oferta de produtos com super-heróis em lojas de brinquedos, brindes de fast-food, roupas de fast-fashion, produtos alimentícios e etc. Nós somos contra o incentivo do consumismo através do uso de personagens, mas sabemos que alguns brinquedos podem se tornar uma excelente maneira de falar sobre eles durante a brincadeira. Sente no chão para brincar com as crianças e ela aprenderá muito mais sobre super-heróis do que no cinema por 2 horas e meia. E não, não precisam ser figuras de ação caras e licenciadas. Esse livrinho sensorial feito por uma artesã do RJ é perfeito para bebês e crianças menores.

Nanda Café

Nanda Café

Feminista que faz ballet e adora cor-de-rosa. Gosta de RPG, fantasia medieval, anime água-com-açúcar e é #teammarvel apesar de Sandman ser da Vertigo. Começou a estudar Quenya, mas como não dava pra fazer isso enquanto comia, desistiu de ser elfa e admitiu para si sua natureza hobitesca.
Nanda Café

Talvez você goste de:

  • Gustavo Campello

    Ridículo vc ter quase zero hqs de opções pra apresentar super heróis para crianças.