Netflix | Programa de 5 minutos para ajudar na negociação com as crianças?

Lembram da pegadinha que o Netflix fez no final do ano com as crianças? Para refrescar a memória: eles lançaram um vídeo do Rei Julien com a contagem para a virada de ano, liberado no dia 30 de dezembro. O intuito era que as crianças assistissem aquilo no horário determinado pelos pais e fossem dormir, já que 34% dos responsáveis mentiam para os filhos irem dormir mais cedo na noite do Reveillon. Apesar de não termos gostado muito da ideia, parece que usar o Netflix pra enganar os pequenos fez algum sucesso, porque eles estão lançando episódios de 5 minutos para “ajudar na negociação na hora de dormir”.

1446656923-4f1f0e58cf6e0192cce5083daee16d40

Segundo o Netflix: “As crianças podem até pensar que venceram os pais, mas são eles que vão rir por último quando o episódio terminar, literalmente, em cinco minutos. Placar: Pais 1 x 0 Filhos.” Hm…Não sei se é bem por aí. A empresa fez uma pesquisa com famílias de sete países e comprovou que 61% têm dificuldades na hora de colocar os filhos na cama, levando em média 20 minutos de negociação. Ainda segundo a pesquisa, “as crianças brasileiras são as melhores negociadoras: pais no Brasil tendem a dizer que as táticas dos pequenos funcionam com frequência (52% das vezes) e as crianças do país são as que mais usam o famoso “só mais cinco minutinhos” na negociação.”

1446656875-eb50c50b5e94e14ae3be538e911a0c00

Com os episódios de 300 segundos de Dinotrux, produção original do Netflix em parceria com a Dreamworks, a ideia é liberar um episódio de 5 minutos e depois: cama! O episódio mostra as cenas favoritas da animação e as velozes aventuras entre Ty-Rux e Revvit, personagens metade dinossauro metade caminhão. Meu filho ama Dinotrux. Ele já assistiu a todos os episódios mais de uma vez e vai adorar ver esses mini-episódios (é só procurar por “Mais 5 minutinhos” na biblioteca). Justamente por conhecer sua empolgação e o ritmo da série, eu já começo a problematizar daí: todo mundo sabe que estímulos audiovisuais antes de dormir não são recomendados. Principalmente uma animação de ação, cuja empolgação já começa pelo “Pega, Carrega, Quebra” da música de abertura.

Aqui, temos uma rotina bem estabelecida na hora de dormir, e qualquer tela é desligada assim que ela começa. É algo que fazemos há bastante tempo, então acaba nem sobrando espaço pra essa negociação. Acho que estabelecer uma rotina é melhor do que qualquer “suborno”, principalmente quando a ideia é acalmar as crianças e fazê-las dormir com mais facilidade: assistir alguma coisa (barulhenta) imediatamente antes de dormir não me parece a melhor solução.

Eu até acho interessante a abordagem proposta pelo Netflix de reforço positivo, só acho que ela poderia ser usada para várias outras negociações, e não pra hora de dormir. Hora de desligar a TV, hora de fazer tarefa, hora de tomar banho… Dá pra usar de várias formas! Mas vamos tentar tirar as telas da rotina do sono dos pequenos?

Nanda Café

Nanda Café

Feminista que faz ballet e adora cor-de-rosa. Gosta de RPG, fantasia medieval, anime água-com-açúcar e é #teammarvel apesar de Sandman ser da Vertigo. Começou a estudar Quenya, mas como não dava pra fazer isso enquanto comia, desistiu de ser elfa e admitiu para si sua natureza hobitesca.
Nanda Café

Talvez você goste de:

  • Pessoa

    Eu gosto muito muito muito de vcs. De verdade, do fundo do meu 💙, acompanho vcs já faz um bom tempo, por isso me vejo no direito de dizer que acho q as vezes exageram na problematização. Achei uma ideia válida, já q muita mãe tem uma dificuldade gigante em estabelecer rotina, tiro pela minha prima que é separada e tem guarda compartilhada, mora perto do ex só pros filhos poderem passar uma noite com o pai, uma c a mãe. Ela já usa desse artifício de só mais 5 minutinhos pra mt coisa, e ainda não tinha tentado na hora de dormir. E (ufa) a ajudou bastante. E eles não ficam agitados. Mas é apenas um exemplo, sei q deve ajudar mais mães.

    • Adriana, eu gosto muito, muito, muito de quem comenta. De verdade! <3 E o seu direito de comentar qualquer coisa, concordando ou discordando, independe de você nos acompanhar, tá? Se não fosse pra debater, nem haveria espaço de comentários!
      Dito isso, eu também acho que às vezes exagero na problematização (e as outras editoras do blog têm certeza de que eu exagero), mas nesse caso específico eu vou discordar um pouquinho.
      Será que eu sou sua prima? Porque eu também sou mãe autônoma, moro em uma cidade sem família próxima e moro perto do pai do filhote justamente pra facilitar nesse lance da guarda compartilhada. Ok, eu tenho só um e é bem mais fácil estabelecer e manter uma rotina, mas a crítica que eu fiz não foi a da tática dos 5 minutos! Foi ao uso da tela como ferramenta pra essa tática especificamente antes de dormir, tá? Eu uso essa tática pra tudo, inclusive pra controlar o tempo de Netflix, o tempo de videogame, o tempo antes de ir embora do parque…
      O que me incomodou foi propor que as crianças assistam o episódio quando elas deveriam estar se preparando para dormir, entende? Vários estudos mostram que assistir TV antes do sono é prejudicial para todos, mas principalmente para os pequenos, que ficam superestimulados e o que deveria ajudar, acaba atrapalhando… :/

      • Pessoa

        Oi, obrigada por responder, espero que não tenha se ofendido, não foi minha intenção. Entendo sua posição e vendo por esse lado de q a tv antes de dormir atrapalha até concordo, e te admiro pelo bom convívio com o ex, nem toda mulher tem a capacidade de pensar antes nos filhos, normalmente o convívio com o ex é terrível pq elas preferem focar no “péssimo” marido q o ex foi. Eu usaria a tática dos 5 com meu filho no momento de começar o preparo pra dormir, e não antes de dormir. E continuo admirando vc e as outras editoras, pois lutam por coisas maravilhosas que eu (quase) sempre estou de total acordo. 😀

  • Pingback: Netflix | Programa de 5 minutos para ajudar na negociação com as crianças? - Mundo Notícia()