Jem e as Hologramas | Imagens da HQ e a sexualização dos brinquedos

Lembram quando surgiram rumores que haveria um filme da Jem e as Hologramas e nós ficamos felizes, porém com um pé atrás, porque a criadora original disse que não tinha sido contactada e não sabia de nada?

Os rumores de filme ainda estão por aí, mas o que vai rolar com absoluta certeza é uma HQ da Jem que deve sair em Março lá na gringolândia. A capa foi divulgada essa semana, e olha só que maravilha:

jem

Deixamos a imagem grande assim para refletir o tamanho da nossa indignação. Essa não é a Jem que nos moldou essas mulheres fortes e decididas marcou a nossa infância. A título de comparação:

Essa é a Jem que conhecemos. Eu não quero ser chata, mas o artista que está fazendo a HQ da Jem é  Ross Campbell e ele já havia criado algumas artes conceituais dos personagens, então essa capa não deveria ser uma grande surpresa. Fizemos uma comparação do conceito de Campbell divulgado em seu deviantart, e dos personagens do desenho original:

Wow. Much Pink. So sparkle.

Wow. Much Pink. So sparkle.

Misfits

Para sermos justas, o makeover da Jem segue exatamente o caminho que a maioria dos brinquedos e personagens vêm ganhando ultimamente. A sexualização dos personagens é uma tendência concreta que não parece dar sinais de arrefecer.

O site Sociological Images tem um painel do Pinterest com uma coleção de imagens que comprovam esse ponto, como por exemplo:

candyland

moranguinho

O melhor é que as imagens do Pinterest levam a artigos que fazem uma análise aprofundada sobre cada personagem e tendência. Se você fala inglês e tem interesse nesse tipo de estudo, é um prato cheio.

Pode parecer inocente, mas com a sexualização dos personagens vem a exposição cada vez mais precoce de crianças a imagens hipersensualizadas o que acarreta problemas sérios, como a puberdade precoce e etc. E é bem triste que essa tendência seja ainda mais notada em brinquedos marketados para meninas. Será que existe alguma maneira de repensarmos isso?

 

Nanda Café

Nanda Café

Feminista que faz ballet e adora cor-de-rosa. Gosta de RPG, fantasia medieval, anime água-com-açúcar e é #teammarvel apesar de Sandman ser da Vertigo. Começou a estudar Quenya, mas como não dava pra fazer isso enquanto comia, desistiu de ser elfa e admitiu para si sua natureza hobitesca.
Nanda Café

Talvez você goste de:

  • Pingback: O que sai e o que entra do Netflix KIDS em fevereiro | PacMãe()

  • Drigo Menezes

    Nanda, dando uns rasantes pela net descobri agora que Ross “externalizou/transicionou”. A artista agora assina Sophie Campbell. Pirei de tão feliz, acho que vale uma atualizada ou um post comentando isso porque é lindo!!!