Pac Mãe na Cidade | Visitamos o Parque da Mônica em São Paulo

Como não amar parques temáticos? Como não amar um parque temático com a carinha dos personagens que nos acompanharam durante toda a nossa infância e que agora fazem parte também da infância dos nossos filhos? Com esse espírito de brincar e curtir juntos a equipe do Pac Mãe esteve no Parque da Mônica na semana passada e agora contamos tudinho pra vocês.

O Novo Parque da Mônica começou a funcionar em julho de 2015, após cinco anos desativado – desde que encerrou suas atividades no shopping Eldorado, onde ficou por 17 anos. O novo endereço é o Shopping SP Market, na Zona Sul de São Paulo, no mesmo local onde por 11 anos funcionou o parque “O Mundo da Xuxa” e anteriormente o “Parque do Gugu”.

12325164_10153730076774547_995410628_n

Qual idade é a ideal?

Considerado o maior parque coberto da América Latina, com 12 mil m² e capacidade de atender 3 mil pessoas simultaneamente, o Parque da Mônica conta com 20 atrações temáticas. É indicado para crianças de 4 a 14 anos mas nós achamos que lá pelos 10, 11 anos a criançada já começa a achar que todas as atrações são “para bebês”.

A tabela abaixo será a informação mais útil que você terá sobre o parque. Veja que o tamanho ideal para que a criança possa curtir quase todas os brinquedos é a partir de 90cm. As atrações que não estão na tabela abaixo são o Palco de Eventos (espetáculos musicais diários com os personagens) e o Castelo de Príncipes e Princesas, atração paga à parte, da qual falaremos mais adiante.

tabelatamanhos

O que levar?

Ainda antes de sair de casa, uma dica: leve lanchinhos saudáveis e rápidos (a comida lá é cara e sofrível) e uma garrafa com água (que poderá ser reabastecida nos bebedouros do parque) para cada criança/adulto. Roupas leves e calçados confortáveis para todos porque, acredite, o dia será longo. Câmera fotográfica (ou celular, se for o caso) é indispensável.

12312491_10153730080144547_49143282_n

Como chegar?

Para quem pretende ir de transporte público o shopping é literalmente em frente da estação Jurubatuba (linha Esmeralda da CPTM). Por volta de 9h da manhã em um dia de semana a linha estava vazia e tranquila no sentido Osasco-Grajaú, porém, a tendência é que os trens fiquem mais cheios nos horários de pico. Para quem vai de carro, não esqueça que o estacionamento no shopping é pago a parte.

Quando ir?

Se possível, prefira ir em um dia de semana. Durante o período de aulas você certamente encontrará vários grupos de excursões escolares, mas ainda assim o parque estará mais vazio do que nos finais de semana.

O que as nossas crianças acharam?

Fomos ao parque com o Samuel (9), a Alice (7) e o Benjamin (6).

12319282_10153730078119547_2084262809_nSamuel amou os brinquedos mais agitados, como a Montanha Russa do Astronauta – que apesar do nome é bem tranquila para todas as idades, respeitando a altura indicada – e o Horacic Park – barquinhos que navegam em um ambiente pré histórico, terminando o passeio em uma queda que dá friozinho na barriga e molha um pouquinho (nada suficiente para encharcar e ter que trocar de roupa).
12325308_10153730080399547_1789142987_nAlice curtiu o espetáculo da turminha no Palco de Eventos – com temática Natalina e presença do Papai Noel. Ela simplesmente sabia cantar TODAS as músicas (baseadas no Especial de Natal da turminha). Também adorou a Casa da Mônica e os encontros com os personagens para tirar fotos. Logo na entrada você pode retirar uma lista com todos os horários em que é possível encontrá-los pelo parque. Os atores, aliás, são super simpáticos e não saem dos personagens. Chico Bento, por exemplo, fala com sotaque caipira e avisa que vamos “tirar retrato”.

12325114_10153730078289547_8860771_nBenjamin curtiu as atrações em que a molecada gasta energia, como por exemplo, o Ce-Bolinhas, onde as crianças atiram bolas macias uns nos outros, e o Brinquedão do Chico, um brinquedo bem legal, mas que deixou as mamães aqui com a língua de fora depois de rastejar dentro de túneis e terminar num escorregador em caracol.

 

Todos gostaram da Roda Gigante, do Carrossel da Turma da Mata, da Trombada do Louco (carrinhos bate-bate) e do Vale dos Dinossauros (uma espécie de arvorismo em um vale de dinossauros).

Não conseguimos ir no Posto do Bidu, na Escalada do Piteco e nem no Engenheiros do Parque porque as crianças preferiram repetir algumas das atrações favoritas.  Já o Atelier da Marina, a Piscina de Bolinhas do Cascão e o Parquinho eram atrações que agradavam mais aos pequeninos. Nossas crianças até foram na Pescaria do Chico Bento, mas esta foi classificada como “brinquedo para nenezinhos”.

12319777_10153730077044547_544282651_nO Quarto do Cebolinha é uma espécie de “Escape 60” em versão infantil. A ideia é boa, só não gostamos do fato de que em uma das opções, para continuar na pista, é preciso gritar o clássico “Baixinha, Dentuça, Gorducha”. Desnecessário, né? Bora deixa a Mônica em paz?

Na atração paga a parte chamada de Castelo de Príncipes e Princesas, onde as crianças se fantasiam e tiram fotos, perguntamos se seria possível um menino vestir a fantasia de princesa, ou uma menina a fantasia de príncipe. A atendente ficou meio surpresa com a pergunta, mas disse que não haveria problema algum, que a fantasia seria da escolha da criança e dos responsáveis. Pontinho pra eles. O ponto negativo é que a atração é cara demais: a partir de R$130.

Nossos principais pontos positivos:

12305663_10153730080009547_1606048838_n

Em primeiro lugar a equipe super atenciosa, educada e cuidadosa. Desde a bilheteria, passando pela entrada, pelos atendentes dos brinquedos e nas lojas, a equipe de limpeza, de segurança, até os atores que dão vida aos personagens, todos muito simpáticos. Nota 10!

Em segundo lugar, uma das características mais legais do parque: a possibilidade de brincar junto com as crianças e não ficar só olhando.

Em terceiro lugar a possibilidade de sair do parque e ir, por exemplo, até o shopping para almoçar ou comer um lanche.

12319389_10153730083274547_940734803_n

Nossos principais pontos negativos:

Lá dentro a comida é MUITO ruim. A única opção de lanchonete é o Mc Donald´s, lotada e com preços mais caros do que a loja equivalente do shopping. Uma garrafa de água custa R$5,00. Pipoca a R$8,00. Tem pastel, hot dog e uma frutaria, mas somente com frutas embaladas. Assim como a atração Cozinha da Magali (que é bem sem gracinha), precisa melhorar!

Outra coisa é que, apesar do parque ter sido inaugurado em julho algumas coisas (como as mesas adesivadas, por exemplo) já estão bem desgastadas, dá uma impressão ruim e carece de mais manutenção.

Fora esses detalhes, o passeio é ótimo e muito divertido para toda a família!

chicobentonos

Serviço:

Parque da Mônica

Onde: Shopping SP Market – Av. das Nações Unidas 22.540 – São Paulo – SP

Horários: de Terça a sexta-feira, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados das 11h às 19h. Fecha às segundas-feiras. Datas e horários sujeitos à alterações sem aviso prévio. Verifique dias e horários de funcionamento diferenciados no site: www.parquedamonica.com.br

Passaportes: Venda diretamente na bilheteria do Parque da Mônica (em pagamentos à vista aceita dinheiro, cartões de débito e de crédito, divide em até 5 vezes no crédito), não aceita cheques.

Individual meia entrada: R$ 64,50 mediante apresentação de documentos

Pacote para duas pessoas: R$ 178,00

Pacote para três pessoas: R$ 264,00

Pacote para quatro pessoas: R$ 348,00

Pacote para cinco pessoas: R$ 430,00

Informações para festas de aniversários: festas@parquedamonica.com.br

Estacionamento no local (área externa do shopping) – pago à parte.

Site: www.parquedamonica.com.br

Kathy

Kathy

Jornalista, sonserina, lannister, malkaviana, dobradora do reino da Terra, distrito 3. Transmito o legado nerd ao meu rebento, Samuel, que, pobrezinho, já reclama que ninguém da escola sabe quem é Sauron e nem fazem ideia do que significa conjurar um patrono.
Kathy

Talvez você goste de: