Review | O Expresso do Amanhã

O Expresso do Amanhã (Snowpiercer) é um filme baseado na HQ francesa Le Transperceneige. Com direção de Joon-ho Bong (Mother), produzido por Chan-wook Park (Oldboy) e um elenco que conta com nomes como Chris Evans, Octavia Spencer, Tilda Swinton, Ed Harris, entre outros, é de se estranhar que tenha demorado todo esse tempo – sua estréia no exterior foi em 2013 – para chegar às telas brasileiras só agora em 2015.

Poster

O filme mostra a sociedade que se formou após 17 anos dentro do Snowpiercer, o expresso autossuficiente que resistiu após um acidente que causou uma nova era glacial na Terra. As pessoas são divididas em níveis sociais definidos de acordo com a passagem comprada: nos vagões do começo do trem estão as pessoas da 1ª classe usufruindo da boa vida e no vagão final estão os que entraram clandestinamente em busca de sobrevivência. E é no vagão final, onde a vida é mais sofrida e uma revolta está prestes a começar, que começa a história.

Elenco

Parte dos personagens

Me surpreendi positivamente com a representatividade de personagens do filme. Embora o personagem principal, Curtis (Chris Evans) seja um homem branco, cis, com dificuldade de aceitar seu papel como líder (clichê), as personagens que estão juntas com ele, ou que ele vai encontrando ao longo dessa jornada, possuem personalidades marcantes e bem interessantes. Temos personagens de diversos países (falando seus respectivos idiomas), pessoas de etnias variadas, mulheres fortes, pessoas com necessidades especiais. Impossível não se comover com Tanya (Octavia Spencer), que é capaz de tudo para encontrar seu filho, ou não se revoltar com Mason (Tilda Swinton), responsável por manter o controle dos últimos vagões, com uma fala que nos remete imediatamente aos líderes religiosos que vemos por aí. 

Para quem gosta de filmes distópicos e recheados de crítica social, Expresso do Amanhã é um prato cheio. No microcosmo do trem é possível identificar tantos pontos falhos da nossa própria sociedade que chega a ser desconcertante. Apesar de não ter efeitos especiais inovadores, o filme agrada muito pelo trabalho de arte e fotografia. A maquiagem dos personagens também ficou muito boa, embora eu não conheça a HQ original para saber se foram fiéis na caracterização. O roteiro tem algumas reviravoltas clichês, mas também surpreende em vários momentos, tem boas cenas de ação e o clima de tensão e de choque de realidade são bem levados ao longo de todo o filme. Vale à pena assistir!

Expresso do Amanhã (2013 EUA /2015 Brasil)
Classificação Indicativa:  16 anos
Classificação Pac Mãe: Agrada por trazer um tema que os fãs de HQ e filmes costumam se interessar!
Avaliação Pac Mãe: Recomendado para as Pac Mães e Pais, mas só quando os geeklings estiverem longe porque as cenas de violência são bem explícitas!

Trailer Oficial:

Curta-metragem animado que conta a origem da história:

Daniela Bandeira

Daniela Bandeira

Mãe do Lucas (5), amante da cultura japonesa, literatura, cinema, animações, séries, games, música e tudo que envolve Disney. Formada em Língua e Literatura Japonesa, porém não atuante na área. Tem a fotografia, a culinária e a costura como hobbies e sonha dar a volta ao mundo.
Daniela Bandeira

Talvez você goste de: