RPG | Escoteiras podem adquirir distintivo de D&D

Você conhece as escoteiras – ou bandeirantes – estadunidenses? As chamadas girl scouts são a versão feminina dos boy scouts, pois o escotismo original (por Baden Powell) era voltado exclusivamente para rapazes. O escotismo trabalha com o sistema de insígnias, que são ofertadas aos participantes de determinadas atividades como acampar, trabalhar em comunidade, e no caso específico das girl scouts, vender os famosos biscoitos de porta em porta.

Mas um grupo de escoteiras de San Diego, na Califórnia, acabou de acrescentar uma insígnia especial aos programas que as meninas podem fazer: o de D&D! O líder de tropa Gary Astleford começou um programa para introduzir as garotas ao RPG de mesa – mais especificamente a 5ª edição do D&D – e em maio deste ano elas ganharam o distintivo Dungeon Scouts, ou escoteiras da masmorra.

girlscouts

Astleford, que é RPGista há 30 anos, além de escritor, designer de jogos e já contribuiu com mais de 35 livros e artigos sobre diversos sistemas. Segundo o site da iniciativa, sua esperança é desenvolver o amor pelo RPG de mesa em uma nova geração. E não só está fazendo isso, como está formando RPGistas de carteirinha… ou de distintivo.

A escolha da 5ª edição do D&D é acertada, pois a crítica mundial tem aclamado o último lançamento da Wizards of the Coast como a volta da diversão do D&D. Esquecendo as mecânicas complicadas da 3ª edição e o fracasso retumbante da 4ª, a simplicidade desta edição faz com que ela se torne ideal para apresentar o RPG de mesa para jogadores iniciantes.

girlscouts1

O site das Dungeons Scouts apresenta os vários benefícios do RPG de mesa, como o desenvolvimento do trabalho em equipe, incentivo à leitura e imaginação, resolução de problemas e socialização. Mas elas não são as únicas percebendo os benefícios pedagógicos dessa ferramenta.

Antes demonizado no Brasil, hoje o RPG é reconhecido pelo MEC como estratégia de formação de jovens leitores e produção de textos, oferecendo cursos sobre o assunto no Portal do Professor. O site RPG na Escola também abriga uma série de artigos acadêmicos sobre a aplicação dos jogos de interpretação em diversas disciplinas.

O que você está esperando para reunir as crianças ao seu redor e começar uma mesa?

Nanda Café

Nanda Café

Feminista que faz ballet e adora cor-de-rosa. Gosta de RPG, fantasia medieval, anime água-com-açúcar e é #teammarvel apesar de Sandman ser da Vertigo. Começou a estudar Quenya, mas como não dava pra fazer isso enquanto comia, desistiu de ser elfa e admitiu para si sua natureza hobitesca.
Nanda Café

Talvez você goste de: