Cinema | Star Trek: Sem fronteiras e sem spoilers!

Quero começar esse texto deixando claro que não sou uma trekker mas assisti alguns episódios e alguns filmes e sou extremamente simpatizante da franquia e fã dos atores William Shatner, Leonard Nimoy, DeForest Kelley, Nichelle Nichols e George Takei.

14139331_1300746746632382_1819585264_o

Star Trek sem fronteiras é o terceiro filme dessa nova realidade criada por J.J. Abrams, dirigido por Justin Lin e com uma trilha sonora envolvente composta por Michael Giacchino, essa união que se provou acertadíssima com um filme digno da comemoração dos 50 anos da franquia.

star trek beyound jaylah

O filme não teve uma boa bilheteria nos Estados Unidos e eu imagino que tenha sido por ter, logo após o seu lançamento, a estréia de Jason Bourne e Esquadrão Suicida mas esse filme vem para rechaçar qualquer má impressão que possa ter ficado do segundo filme da série e o faz brilhantemente.

Confesso que os movimentos de câmera, com o óculos 3 D e uma cadeira que mexia quase foram uma combinação desastrosa para a minha labirintite mas nem isso ofuscou a vocação de blockbuster do filme. O filme é grandioso em suas tomadas espaciais e atores completamente entrosados não só entre si mas com os personagens e que, em vários momentos, me lembraram a série original, principalmente nas cenas entre Zachary Quinto e Karl Urban.

Não foram raras as minhas risadas, de nervoso ou por momentos engraçados, e momentos que me peguei prendendo a respiração com um vilão memorável, personagens femininas fortes e indispensáveis ao desenvolvimento da trama e me emocionando com as referências a Leonard Nimoy e a Anton Yelchin, que ganhou bastante espaço nesse terceiro filme.

O filme é completo em si mesmo e o conhecimento prévio da série e dos personagens só vai fazer com que você o aproveite mais, um desavisado, porém, terá momentos de pura diversão tanto quanto um fã de Jornada nas Estrelas.

 

FullSizeRender

 

Classificação indicativa: 12 anos

Classificação Pac Mãe: A não ser que seus filhos estejam acostumados com cenas escuras e de tensão, suspense, violência e morte, eu acredito que deva ser respeitada, até porque dificilmente uma criança menor de 10 anos compreenderia a jornada dos personagens e a mensagem do filme em sua totalidade. O meu filho de 9 anos vai esperar um pouco para assistir mas tenho pensado fortemente em aproveitar que os dois primeiros filmes estão no Netflix e apresenta-lo a franquia e, como um já fã de ficção científica, acredito que será mais um admirador da Frota Estelar.

Bianca Stracquadanio

Bianca Stracquadanio

Sempre leu de tudo, fã de quadrinhos graças ao pai e de Brumas de Avalon graças a mãe, é meio bruxa de família e totalmente nerd de vocação. Mãe do Giancarlo (9) e da Valentina (4), tem muito orgulho de criar dois seres fãs de Asterix, Disney, Studio Ghibli, Star Wars, Harry Potter, Lego e de Power Rangers. Trabalha no Ministério da Saúde, está fazendo mestrado em Bioética e acredita em ensinar e dar autonomia para libertar!
Bianca Stracquadanio

Últimos posts por Bianca Stracquadanio (exibir todos)

Talvez você goste de: